Fica a dica: Sete dias com Marilyn


Sabadão, e você resolveu ficar em casa jogada(o) na cama, querendo mais é descanso? Então aproveita e veja Sete dias com Marilyn (My Week with Marilyn), caso ainda não tenha visto, claro. Assisti na última quinta-feira, e amei. O longa apresenta a história real do jovem Colin Clark (Eddie Redmayne), que contraria a família tradicional com o objetivo de realizar o sonho de fazer parte do mundo do cinema. Ele torna-se assistente de direção em O Príncipe Encantado, do ator e cineasta Sir Laurence Olivier (Kenneth Branagh), filme protagonizado por Marilyn Monroe, em sua primeira passagem por Londres. Colin e Monroe vivem uma aventura amorosa durante a inquietante semana de filmagem. 


A película retrata de forma humana, a vida de Marilyn, sem a aura mítica da celebridade que mexia com o imaginário masculino na época. Marilyn Monroe, embora fosse uma mulher cujos homens enfeitiçados pela sua monumental beleza tivesse vontade de cuidar e tê-la para sempre ao lado, era uma artista depressiva, sem sintonia exata do que pretendia e planejava fazer tanto nas relações pessoais, quanto no trabalho. E, pelos frequentes erros nas gravações, era constantemente repreendida pelo correto, mas impaciente diretor Laurence Olivier – vivido com maestria por Kenneth Branagh

Sete dias com Marilyn é brilhantemente interpretado por Michelle Williams, vencedora do Globo de Ouro 2012 de melhor atriz de Musical ou Comédia, por delinear tão bem o confuso perfil psicológico de Marilyn. Recomendo!


Assista o trailer e tente não se emocionar:


Reprodução

Comentários

Postagens mais visitadas