22 dezembro 2012

TRIP: BUENOS AIRES

E já que o mundo não acabou (alguém acreditou de verdade que acabaria ontem mesmo, rs?), posso falar mais um pouquinho da viagem que fiz na semana passada? Juuuuuro que esse será o último post falando dessa viagem (que sei que não aguentam mais ler eu falando sobre esse assunto). PROMETO, rs. Optei por fazer posts separados para não ficar cansativo falando tudo o que vimos nas duas cidades num só post. De mais a mais, estive em dois países, então deem um desconto, vai?! 

Como já tinha dito em posts anteriores, de Montevidéo partimos para Argentina, mais precisamento Bs.As, já que era relativamente perto, e que afinal, era o destino que queríamos desde o início. 



Nesse post aqui, falei sobre as formas de sair de Montevidéo para Buenos Aires, e a que optamos foi ir via Colonia del Sacramento — você vai de ônibus até Colônia (2h30 de percurso), depois continua de barco (1h de travessia no barco rápido, 3h de travessia no barco lento). Com a Buquebus pode sair desde 100 pesos argentinos pegando o barco lento (US$ 25) ou 220 pesos argentinos indo no barco rápido (US$ 55). O tempo de viagem total varia entre 4h (ônibus + barco rápido) a 6h (ônibus + barco lento). Outras companhias que fazem a viagem são a Colonia Express e a Seacat

É bom lembrar que os preços variam conforme a antecedência da compra (e que as tarifas promocionais só podem ser compradas pela internet). — e super indico. Parece muito tempo não? Mas os barcos são grandes e tem alguns atrativos como restaurantes, aparelhos de ginástica, free shop com preços excelentes, enfim, uma infinidade de entretenimento, que você nem vê o tempo passar. 



Já em solo Argentino, praticamente fizemos uma maratona, já que o tempo que ficaríamos na cidade era curto (um dia e meio) e queríamos conhecer e desfrutar o máximo possível. Antes que perguntem, não assistimos nenhuma apresentação de tango (snif!). Deixamos a programação noturna, assim como tantos outros lugares (como Palermo) para a próxima ida a cidade. Dessa vez procuramos focar nos pontos turísticos meeesssmo. 

Chegamos e fomos direto fazer check in no hotel (Gran Hotel Argentino) e fomos conhecer a cidade. O roteiro foi bem 'basicão'! Conhecemos a Casa Rosada, vimos o Obelisco,  fomos no parque de la flor, no Galerias Pacíficio (preciso dizer que surtei nesse lugar?!), fomos ainda no charmoso bairro da Recoleta, paramos em vários cafés charmosos... ah, vou parar de lero lero e vou mostrar as imagens, que falam por si só e valem mais que mil palavras!



A Casa Rosada é a sede da presidência da República Argentina, em Buenos Aires, e claro, um dos cartões postais da cidade. É chamada de Casa Rosada, porque... é pintada de rosa, oras, rs. O prédio, localizado em frente à Praça de Maio (Plaza de Mayo) abriga também o Museu da Casa do Governo. Vale a visita!



Recoleta, um bairro pequeno, porém, bastante charmoso. A extensa área verde, com suas inúmeras árvores e flores enfeitam e encantam quem passa por ali. Não estranhe se por acaso se você se deparar com alguma mulher deitada na grama, lendo um livro, apenas de biquíni (acredite, nós vimos, rs).  




Infelizmente não anotei o nome dos restaurantes que fomos, logo, não vou me aprofundar no assunto. Já em se tratando de cafés, paramos em vários (vício compartilhado) e um que paramos e juro, ficaria ali pra sempre (tá, exagerei, rs) é o Café Martinez (Avenida de Mayo 699, Teléfono: 4331-5582). Não bastasse o lugar ser um charme, termos tomado o melhor café da cidade (pelo ao menos eu achei, rs), o som ambiente era tango e música erudita. Perfeito. Simples assim! Não preciso dizer que foi de longe um dos lugares que mais gostei de estar nessa passagem pela cidade... preciso?! 

Só pra contar, o Café Martinez tem várias franquias espalhadas pela cidade, mas o que ficamos foi no da Avenida de Mayo, caminho pra Casa Rosada. Fica a dica!


Galerias Pacífico (San Martín 768, 1004 Ciudad De Buenos Aires, Argentina). Dispensa legendas, afinal, no 'templo do consumo' você encontra as melhores lojas da cidade. Mas não se iluda, não vi nada barato. O luxo tem seu preço, bebê!


Santuário da beleza. Lancôme, de longe a minha marca preferida (preciso comprar outro Poême, URGENTE -  já que o meu já está acabando - e claro, conhecer o La vie est belle, que parece ser tão bom quanto... alô namorado, irmãs, mãe, amigas, papai noel, rs!


Enfim, é isso... não tem endereços de restaurantes e demais serviços, porque realmente tivemos uma passagem relâmpago por Buenos Aires, mas prometo na próxima viagem, ser mais atenta a esses detalhes ;)

Fotos: Paulo Roberto Castilho and Me 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLEÇÃO LIMITED CRIS BARROS PRA INSPIRAR!

Fotos: Reprodução Sou apaixonada pelo trabalho da Cris Barros. Sempre inovando, sua coleção a cada estação é singular e inspirador...