16 abril 2014

TRIP TIP::CARTAGENA DE INDIAS

Cartagena foi uma grata surpresa. Juro! Embora "O amor no tempo do cólera" seja o meu filme preferido, nunca cogitei conhecer a cidade, até o Paulo (noivo) 'avisar' em dezembro de 2013 que iríamos em março do ano seguinte, pra lá. Oi? Pois é, passado o susto imediato, corri pra pesquisar sobre a cidade, ver a opinião de quem já tinha se aventurado no solo colombiano, e em 24 de março do presente ano, embarcamos rumo a cidade que inspirou Gabriel Garcia Marques em suas obras. 


Cartagena é a quinta maior da Colômbia ~ já tem mais de um milhão de habitantes ~, e fica no Mar do Caribe, na costa da Colômbia. Foi fundada em 1533 pelos espanhóis, e hoje é tombada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Por sua localização, em pouco tempo, se tornou a principal entrada no norte para o Caribe. Virou alvo constante de piratas, corsários e exércitos e para sua proteção teve de ser fortificada. Em 1810 proclamou independência da Espanha.

Hoje, é o maior porto Colombiano e um centro industrial petroquímico muito importante.

Ao longo do tempo, a cidade foi crescendo para fora dos muros porém, seu centro histórico dentro das muralhas, composto por pátios de pedras, ruas, casas e sacadas foi restaurado e permanece com a mesma arquitetura de uma vila espanhola da época colonial. É de uma beleza ímpar, devido as suas pequenas ruelas coloridas que até parece ter saído de um cartão postal. Tô sonhando com a viagem até agora!


A cidade é dividida em duas partes. Dentro das muralhas (construídas para evitar ataques piratas) é onde TUDO acontece. É sem dúvida, o lugar mais interessante para se hospedar e passear. As casinhas antigas, os casarões escondidos por grandes portas de madeiras, os diversos restaurantes, as igrejas, as várias pracinhas, tudo é antigo (muitos restaurados), mas tem muito, muito charme.


A parte da cidade, dentro das muralhas construídas como fortificações contra a invasão de piratas, está dividida em quatro bairros, Centro San Diego, La Matuna e Getsemani. As construções mais bonitas, o casario colonial e suas sacadas, as melhores lojas, hotéis, bares e restaurantes concentram-se no Centro. Getsemani é bem mais popular (por lá que fica o Havana Café, casa noturna descoladíssima, que falo num post à parte), porém não tem o charme e a beleza de dentro das muralhas.


Fora das muralhas a cidade é moderna. Tem quem ache que lembra Miami. Exagero à parte, pelos prédios modernos e altos em frente as praias, por ali também podemos encontrar beleza e diversão.

Algumas diquinhas super úteis, para quem deseja se aventurar na cidade:

Locomoção:
Turista que se preza, anda a pé, principalmente numa cidade como Cartagena, que tem charmosas ruelas, que com certeza de um táxi ou ônibus de turismo não dá apreciar da mesma forma. Dá para pegar um táxi para se locomover, claro, mas vale lembrar que não têm taxímetro. Antes de entrar pergunte por quanto sai a corrida. Do Centro até Bocagrande, bairro moderno da cidade, custa entre 5 mil pesos.

Onde se hospedar:
Para curtir mesmo a cidade, o melhor é se hospedar no centro, onde poderá andar livremente pelas ruas seguras, de dia e também à noite. Nós ficamos no Hotel Casa Abril B&B, charmoso ~ porém sem nenhum luxo ~, bem centralizado e os recepcionistas são uma simpatia. Agora se você é do tipo que não abre mão do conforto e sofisticação numa viagem, pode apostar no Sofitel Sta Clara (Fica em San Diego, num antigo convento adaptado), no Las Carretas Hotel- Boutique ou ainda no luxuoso Tcherassi Hotel.

Não deixe de conferir:
O melhor de Cartagena é andar por toda a cidade murada, visitar a Catedral, museus, andar sobre as muralhas, passear pelas pracinhas, ver as danças típicas local. Ver o por de sol em um dos bares sobre a muralha (do Café del Mar a vista é inesquecível), andar de charrete à noite ~ andei e adorei ~, e comer em um dos bons restaurantes com música cubana ao vivo. Além de tudo isso, vale a visita aos palácios e igrejas.


CASTILLO DE SAN FELIPE – Esta fortaleza foi desenhada pelo engenheiro holandês Richard Carr e construído em 1657 pelos espanhóis com função de proteger dos ataques de piratas, enquanto os espanhóis enviavam ouro para a Europa. Aberto das 08h às 18h. 


PALÁCIO DA INQUISIÇÃO: vale uma visita para conhecer onde a Inquisição torturava, julgava e condenava homens acusados de crimes religiosos. Situa-se na ‘Plaza de Bolivar’, no centro histórico. 

IGREJAS: Independente de religiosidade, as igrejas do centro histórico merecem uma visita, especialmente a Iglesia de San Pedro Claver ~ em honra do padre São Pedro Claver, que foi o primeiro santo no Novo Mundo por causa do seu trabalho com os escravos ~, La Catedral, na Plaza Bolívar e a Iglesia de Santo Domingo. Rende belas fotos!


CIDADE DOS MUROS: Passear na cidade amuralhada é uma delícia! Tranquila e super charmosa, ela é todo cercada por uma muralha de mais ou menos 10 km cheia de casinhas coloridas, tipicamente espanholas, com varandas repletas de flores. É farta as opções de restaurantes, bares, lojas, praças e igrejas pelo caminho. Difícil é querer voltar pra casa!

FORTE: forte de San Felipe de Barajas. A maior fortaleza militar construída na América Latina pelos espanhóis tem área total de 15.000 m² e vários túneis que ligam partes do forte até à cidade amuralhada. 


ISLAS DEL ROSÁRIO E PLAYA BLANCA: Vale muuuuito a pena fazer esses dois passeios, já que além de lugares paradisíacos, o passeio inclui o tour de lancha e almoço, além claro, de paradas nas ilhas. O mar dessa ilhas, diferente do resto de Cartagena (areia escura e praia feia) tem diversos tons de azul e areia branquinha. Típico do Caribe!Se tiver com tempo, faça o snorkeling, mergulho... O oceanário é parada obrigatória. Tocante o espetáculo dos golfinhos. Eu amei (falo mais sobre esse passeio num outro post)!


CAFÉ DEL MAR: Esse é mais um daqueles programas "tem que ir". Localizado em cima das muralhas tem uma das vistas mais lindas da cidade. P.S.: Vá no final do dia para apreciar o pôr do sol. É belíssimo!

Restaurante

Infelizmente não registrei os nomes de todos que fomos, mas, como tinha algumas recomendações, passo adiante:

EL BALUARTE SAN FRANCISCO: Opte por jantar no restaurante que tem uma vista incrível da cidade, de cima da muralha. Situado no Centro Calle de la Tablada No.7-34, tem excelente menu e ambiente agradabilíssimo.

CAFÉ DEL RELOJ: Fica na Plaza de los Coches, e é bem charmoso. Confesso que ali só tomei muito café, e fiz alguns lanches antes de ir para algum passeio, mas o menu é bem sugestivo. À conferir!

LA CASA DE SOCORRO: Quem for a Cartagena não pode deixar de ir a esse restaurante. Passamos em frente, mas acabamos optando por outro local para jantar ~ se arrependimento matasse! ~. Segundo quem já passou por ali, é simples, porém tem um excelente menu. A melhor pedida é a lagosta gratinada!!! E o preço dizem não pesar no bolso! Fica pra próxima!


Compras... presentes... lembranças

O artesanato local é riquíssimo, porém é bom pesquisar, pois a diferença de preços é gritante, e ambulantes vendem praticamente o mesmo preço das lojas. Sugiro não deixar de trazer na bagagem o Café Juan Valdez, o melhor, para quem aprecia um bom café, e ainda, a bolsinha Wayuu (eu trouxe uma pra mim. Yesss!Depois monto um look mostrando o modelo que escolhi, combinado?). 

O acessório típico de lá é produzido pela tribo Wayuu, que fica entre Colômbia e Venezuela, e como é 100% feito a mão, é praticamente impossível encontrar um modelo igual ao outro. Dá pra encontrar em qualquer esquina de Cartagena com preço entre U$20 e U$50). A Colômbia é conhecida mundialmente pela qualidade e variedade de esmeraldas que tem. Em Cartagena, é possível encontrar centenas de lojas que as vendem, por preços super tentadores (depois de uma semana na cidade, tive que me conter, snif!).

Ufa! Espero que tenham tido paciência para chegar até aqui, rs. Deu trabalho, demorou, mas acho que fiz um apanhado geral da cidade. Agora é só contatar seu agente de turismo e voilá!!

Crédito das fotos: 

Paulo Roberto Castilho / Luzia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TREND ALERT :: CALÇA CLOCHARD

Fotos: Reprodução Os 80's definitivamente está em alta. Vimos a volta do vinil (falei aqui e aqui ), dos cabelos cacheados (falei...