13 dezembro 2014

DE REPENTE 30... E OITO!

"Parabéns, hurru, parabéns, hurru, hoje é o seu dia, que dia mais feliz..." 
Hoje completo mais um ano de vida. Trinta e oito, pra ser exata! Não, você não leu errado! Estou completando hoje, TRINTA E OITO ANOS de vida, e embora a carinha não denuncie, começo a sentir as cobranças (e mudanças) do tempo. Sempre fui muita calma, tranquila, enfim, a melhor definição de 'relax', mas hoje tenho pressa, e definitivamente calma, é a última coisa que serei! Sinto que não posso mais errar, nem tempo pra perder, sonhando ou fazendo planos. É hora de arregaçar as mangas e colocar em prática, de caminhar, correr se preciso, mas batalhar pelo que eu acredito.

O ano de 2014 foi um ano letárgico! Sai do emprego que estava há pouco mais de um ano em busca dos meus sonhos, mas o que fiz? Cruzei os braços, e desanimei ao primeiro sinal de fracasso. Mas não tinha dar certo. Não planejei, nem lancei estratégias, apenas fui lá dar a cara pra bater, sem nenhum planejamento e quando me dei conta que precisava muito mais do que uns rabiscos na agenda e muitos sonhos na cabeça, retrocedi. Mas um dia deu um estalo, e pensei: "Luzia, querida, ficar sonhando do sofá da sua casa, não vai te levar a lugar algum. MEXA-SE!" e foi o que fiz.

Em novembro (sim, o ano quase acabando) tirei um dia para definir o que queria e/ou esperava do blog (mudança de layout, parcerias, assessoria...), qual era o perfil do negócio que queria tocar (ainda não posso falar muito a respeito, mas tenho certeza que irão amar, e achar A MINHA CARA), e ainda o título e texto do livro que queria escrever. O quêêê?? É isso ai, vou escrever um livro, do tipo 'a Luzia, que poucos (ou ninguém) conhecem'. Não digo que será uma biografia, mas a meta é mostrar um pouco de como sou, minha visão da moda, de saúde (formei em Educação Física e não exerci meu título), dúvidas, casamento, filhos, essas coisas que mulheres da minha idade passam ou vão passar um dia. Sei que pode parecer pretensioso, mas acho que minha trajetória dá uma boa história (para rir, chorar, refletir..). Aguardem cenas do próximo capítulo, rs.

No mais, hoje é um dia é que tenho mais é que agradecer a Deus, primeiramente por me permitir celebrar a vida. Mais um ano! E embora tenha tantos planos e pedidos, hoje só posso falar: " obrigada, Senhor!", afinal, mesmo não estando satisfeita no campo profissional, tenho um grande amor! Não o dos contos de fadas, mas o real, com seus defeitos e qualidades, que me faz querer viver muitos anos, para estar ao seu lado. O amor que me incentiva, que faz acreditar em mim mesma, e que tem me mostrado um mundo novo (thank's Paulo Roberto!).

Agradecer ainda, pela família incrível que tenho, que ainda que lembre a Grande Família (vai me dizer que na sua família não tem uma Dona Nenê, Agostinho e por ai vai?), não poderia ter melhor! Amo meus sobrinhos e morro de saudades do cafuné do pai, das idas ao teatro com mamys (até das broncas, sinto falta, oras pois), das risadas com as irmãs, das reuniões familiares, ...  =/

Sou grata pelos ótimos amigos ~ os novos, os antigos e os da vida toda ~, escolhidos a dedo ao longo dos anos, e que sei que mesmo distante, posso contar sempre; pela saúde, que muito embora teime em andar fora do compasso, procuro me manter saudável, na medida do possível. Tenho um trabalho desafiador. Sim, embora muitos achem que escrever um blog, é coisa de gente desocupada, isso me toma muito tempo, e tem me aberto muitas portas, me fazendo ter a certeza que fiz a escolha certa, ao abandonar a educação física (formei, fiz milhares de cursos na área, e migrei para moda).

Tenho conhecido pessoas inspiradoras e tido experiências incríveis, que me fazem crescer não somente profissionalmente, mas como um ser humano. Alguém melhor, para os filhos se orgulharem no futuro. Tenho feito progressos promissores na constante busca por paz interior. Não sou melhor, nem pior que ninguém. Sei que poderia fazer mais pelo meu país (ou mesmo pela minha cidade), pelo meu próximo, mas se eu conseguir fazer algo grandioso por mim, sei que estarei no caminho certo. Ainda mantenho intacta uma grande curiosidade sobre a vida e vontade de aprender sempre.

Estou me aproximando dos quarenta e confesso que estou satisfeita com o que vejo no espelho. Não carrego as marcas do tempo nem interna nem externamente, apesar de ter plena consciência, até pelo histórico fitness que tenho, que preciso exercitar (como dizia minha professora de ginástica "homem envelhece, mulher, apodrece, rs"). a saúde e o corpo agradecem.

Tenho muito a fazer e aprender, mas embora acredite que não posso mais errar, não vou me cobrar. Vou dar um passo de cada vez, até porque não posso querer corrigir os erros de 38 anos em um mês?! Sei que o tempo é implacável, e se paro, a manada passa por cima de mim, mas o mais importante é focar e trabalhar. "Continue a nadar, continue a nadar..." lembram disso?!

Sinceramente?! Hoje, aos 38, não gostaria de estar vivendo em nenhum outro momento, do passado ou do futuro. Me sinto plena na minha própria pele. Sou feliz com as minhas escolhas, com meus erros e acertos, afinal, hoje sou o que sou, por causa dessa bagagem, já dizia a sábia Danuza Leão!

E vamos comemorar! Porque a vida é linda e merece ser celebrada!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COLEÇÃO LIMITED CRIS BARROS PRA INSPIRAR!

Fotos: Reprodução Sou apaixonada pelo trabalho da Cris Barros. Sempre inovando, sua coleção a cada estação é singular e inspirador...