09 julho 2016

CRÔNICA :: PARE DE PÔR CULPA NAS CRIANÇAS

Você certamente tem uma amiga, irmã, ou já ouviu por ai, alguém se queixando que deixou de fazer algo, por causa das crianças. Tipo: "ah, desculpe a bagunça na casa, as crianças deixam tudo fora do lugar!", ou ainda: "não tenho tempo de me arrumar, porque meus filhos tomam todo o meu tempo (quando você a encontra com a roupa de dormir durante ao longo do dia e despenteada)". E cada vez que você ouve, pensa sinceramente que é mais fácil colocar culpa em alguém (nesse caso, nas crianças) à assumir sua falta de interesse ou compromisso, seja com o outro, ou consigo mesma. 

É uma questão de lógica! Se a pessoa não tinha o hábito de se cuidar (cortar/hidratar os cabelos, ir à manicure...), não vai ser depois de ter um filho que a vaidade irá aflorar. Se não gostava dos serviços do lar, pior ainda depois de ter um, dois ou mais filhos para cuidar. Se nunca encontrava tempo para encontrar uma amiga, visitar os pais, passear com os sobrinhos... bom, não preciso falar mais nada. 

Certamente serei apedrejada em praça pública (ok, tô exagerando!), ou muitas dirão que falo isso porque não tenho filhos, mas penso que quando algo (ou alguém) é importante pra gente, nos organizamos e conseguimos encaixar a atividade ou mesmo, um compromisso, seja num dia da semana, mês ou até no ano (no caso de ser tãooo atarefada). 

As crianças demandam tempo e cuidados, isso é fato, mas não são ligadas 24horas (elas dormem, vão para creche ou escola, brincam e por ai vai). Conheço mulheres que conseguem otimizar seu tempo e trabalham, cuidam da casa, saem com o marido, tem tempo de brincar com os filhos, se cuidam (malham, vão ao salão e afins), e ainda "encontram tempo" para uns bons drinks com as amigas, ou para fazer qualquer atividade que lhe dê prazer. Ao passo que outras, "cuidam" dos filhos. 

Sei que não existe regra e cada família tem sua rotina e realidade, mas será que um filho toma tanto tempo assim? Antes de justificar do porquê não marcou o almoço/jantar com aquela amiga que promete há séculos, não visitou sua mãe que há meses não vê, ou ainda, quando recebeu uma visita inesperada e a casa estava de pernas pro ar, pense se a culpa é sua ou realmente do seu filho!

Pense se não anda dando desculpas, quando preferiu descansar/dormir ao invés de limpar a casa, ou ainda, que não foi encontrar com sua amiga, irmã ou colega de trabalho, pois não tem paciência para as mesmas reclamações sobre a família, marido, trabalho, blá blá blá, ou pior ainda, que não foi visitar os pais, porque realmente tinha algo mais importante para fazer (ainda que seja ficar em casa, vendo tv ou lendo um livro). Reflita, e veja se não está usando as crianças como escudo ou se realmente é TUDO culpa delas!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PENSAMENTO SOLTO