BOTOX :: FAZER OU NÃO FAZER, EIS A QUESTÃO!

Fotos: Reprodução

Prevenir é melhor que remediar! Desde cedo ouvimos isso, seja dos nossos pais, dermatologista ou mesmo, vemos em comerciais e revistas de moda e beleza. Mas será que recorrer ao botox cedo é a solução? 

Depois que comecei a ver nas redes sociais meninas com menos de 20 anos fazendo o procedimento, resolvi pesquisar qual a real finalidade do mesmo e se não existem alternativas que adiem a decisão de fazê-lo. Existem no mercado produtos cada vez mais eficazes e até mesmo o peelings, laser e afins que garantem não somente uma pele mais saudável e jovem, quanto regenerada. 


Masss, se está decidida a fazer o botox, vamos entender como funciona. Também conhecida como toxina botulínica (ou micropuntura), a técnica é indicada para prevenir o envelhecimento precoce, revelado por rugas, linhas finas, manchas e flacidez. O método é aplicado em consultório ou em clínica estética. 

O profissional usa uma espécie de rolinho coberto por agulhas minúsculas que provoca microperfurações na pele. "Esse movimento estimula a produção de colágeno, responsáveis pela sustentação e a microcirculação, potencializando sua capacidade de absorver os dermocosméticos aplicados, como creme ou séruns. Por essa razão, o método é considerado um excelente aliado preventivo", explica a dermatogista Gabriela Capareli, da Clínica Haute Dermatologia e Estética em São Paulo, para a Revista Cláudia.


O botox é usado, principalmente, com as seguintes finalidades:

1 - De forma preventiva: como a contração muscular é paralisada não haverá a formação de rugas pela movimentação muscular na área em que foi aplicado o botox. 

2 - De forma reparativa: como o botox tira a tensão da musculatura, as rugas, causadas por esses músculos, são amenizadas.

A toxina botulínica vem em frascos como o pó sendo necessário diluição com soro fisiológico. Ela é injetada na área a ser tratada com distância de 1.5cm de um ponto para o outro, utiliza-se a aplicação rápida e quase sem anestesia tópica. A aplicação é praticamente indolor, porém o local deve ser detalhadamente estudado pelo especialista, para que o resultado seja o mais natural possível.

Além do uso estético, o botox pode ser utilizado para o uso terapêutico no tratamento de bexiga hiperativa, espasticidade disfuncional (rigidez muscular excessiva), distonias, espasmo hemifacial, hiperidrose, enxaqueca (migrânea crônica), estrabismo e blefaroespasmo.


Explicações dadas e você está decidida a fazer, então a pergunta que não quer calar: "quanto vou gastar com isso?". Para um tratamento eficaz, o protocolo indicado pelos profissionais é de três sessões por ano, sendo em média R$700 cada sessão. 

Acho válido, mas acredito que quanto mais tarde você começar a mexer com botox e/ou cirurgia plástica, menores são as chances de parecer uma estátua do museu de cera. Falo sério! Vejo meninas com trinta (ou menos) com a pele já tão esticada, que temo por elas se olharem no espelho aos cinquenta. 

Essa é A MINHA opinião, que fique claro. Antes de iniciar qualquer procedimento estético, o correto é tirar todas as dúvidas e ter buscado tratamento alternativos que tragam, senão o mesmo resultado, semelhante.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ADCOS TRAZ AS PRIMEIRAS MÁSCARAS PRESSODINÂMICAS PARA O MERCADO NACIONAL

TESTEI E APROVEI :: PREMIER CRU ELIXIR E PREMIER CRU CREME DA CAUDALIE

INÉDITA MÁSCARA FACIAL DE WHEY PROTEIN DA BIOAGE É DESTAQUE ENTRE OS LANÇAMENTOS DA FEIRA ESTÉTIKA 2016