23 junho 2017

CRÔNICA :: APRENDENDO COM OS "NÃOS" DA VIDA

Fotos: Reprodução

"Não coloque o dedo na tomada!", "Não mexa na TV!", Não toque nisso, não faça aquilo... quando somos crianças,o que mais ouvimos são os "Não(s)". Crescemos e acredite, ouvimos tanto quanto. Quer alguns exemplos? Você já planejou uma viagem e não deu certo? Sonhou com um casamento e a relação chegou ao fim? Não via a hora de ver o rostinho do bebê que esperava e o perdeu antes mesmo dele vir ao mundo? Se preparou para uma prova de vestibular ou concurso e não foi aprovado? Não foi selecionado para a proposta de trabalho que tinha certeza que seria sua? Certamente já ouviu algum desses "Não(s)", confere?

Óbvio que ninguém gosta de ouvir "NÃO", mas acredite, são os muitos nãos que muitas vezes te faz ir além, pois te fortalece, te desafia.. te faz amadurecer! Claro que se você passar a vida inteira só tendo negação em tudo o que fizer ou desejar, a frustração ocorrerá, isso é fato!

Quando não conseguimos atingir um objetivo seja ele de caráter emocional, pessoal ou profissional é natural sentirmos incapacidade, tristeza, raiva e uma sensação de impotência insuportável!


Quando nos deparamos com os “nãos” da vida, a busca por explicações se faz presente. "O que eu fiz de errado?", "Porque eu não fui selecionado?", "Porque o relacionamento que estava tão bem chegou ao fim?", "Porquê, Porquê...?" Falar e ouvir “não” é uma forma de dar limites, mostrar outros caminhos e criar novas estratégias. O “não” de alguma forma, acaba sendo um convite a reflexão sobre seus pensamentos, comportamentos e atitudes. "Se não estou tendo êxito no que faço, o que estou fazendo realmente de errado?" Acho que essa é a pergunta que deve-se fazer antes de qualquer atitude a ser tomada.

Uma coisa que se deve ter em mente é que a frustração faz parte da vida. Ninguém vai ouvir somente "SIM". Os "Nãos" da vida trazem crescimento e aprendizado e a falta deles, a falta de limite, de preparo e de foco na vida. Quando o "Não" partir de você é importante avaliar se não está se sabotando ou buscando chamar a atenção e se manter num papel de vítima ("Nada dá certo pra mim", "Oh vida, oh azar, oh que falta de sorte!"), já que de alguma forma é você falando “não” para si próprio o tempo inteiro.

Quando o “não” partir de terceiros, vale refletir sobre as causas e efeitos. A frustração é um processo de aprendizado e uma oportunidade para fazer diferente... fazer a diferença! Let's Go?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOGUE FASHION'S NIGHT OUT

Fotos: Reprodução Na próxima terça-feira, 05 de setembro, acontecerá no Shopping Village Mall, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro o maio...